Domingo, 6 de Julho de 2008

Quanto tempo leva a fazer um Raio-X? Alguém sabe?!

 

Raio-X também tem horário de expediente!
 
Num belo dia de praia, a minha princesinha magoou um dedo a jogar à bola com os amiguitos.
 
Como manda o procedimento, passou a tarde a colocar gelo no dedo traumatizado e manteve o procedimento até à hora de jantar, altura pela qual achei por bem que descansasse um pouco do gelo.
Por volta das 22h00, o dedo tinha inchado bastante e a dor não diminuía, impedindo-a de se deixar levar pelo sono.
 
Dado que não sou médica mas sou mãe, e uma das que se preocupa, com receio de que a lesão fosse algo mais que um simples hematoma decidi ir com ela ao hospital próximo, o Hospital de Valongo, um Raio-X seria suficiente para despistar uma lesão grave, coisa pouca (achava eu!).
 
Demos entrada no serviço de urgência do dito hospital às 22:35hrs. Passados sensivelmente 10 minutos chamaram para fazer triagem, foi explicado o sucedido e a menina teve direito a uma pulseirinha amarela, indicadora do grau de gravidade da situação (numa escala crescente de verde, amarelo e laranja).
 
Sucedeu-se uma espera paciente de 2 horas, em que três ou quatro pacientes foram chamados para serem vistos pela equipa médica o que, normalmente, é bom sinal porque sugestiona que haverá algum cuidado e atenção na observação dos pacientes.
 
Pela 1:35 hrs o nome da minha pequenina foi então ouvido e os seus olhitos, já avermelhados por causa do adiantado da hora, sorriram satisfeitos pelo fim da espera. Esperava-nos já um médico que, ainda em pleno corredor, com a ficha da triagem em seu poder, ouviu a menina contar como magoou o dedito e logo ali disse: -  “Lamento, mas não vamos poder fazer um Raio-X, o Raio-X fecha à meia-noite.”
 
Petrifiquei. Mantive o silêncio alguns segundos e perguntei, estupefacta:
 
- Como?!! Estão a brincar, certo?! – eu sabia que não estavam mas parecia que tinha que o ouvir para que o aceitasse como verdade, na expectativa de que me fosse apresentada uma alternativa razoável, àquela hora da manhã.
 
- É o sistema, é assim que funciona. Agora, poderão ir ao Hospital S. João ou voltar amanhã de manhã.
 
A fúria apoderou-se de mim!
 
- É assim que o sistema não funciona, querem vocês dizer!
 Como é possível que tenham deixado uma criança esperar duas horas, após uma triagem, 1h30min antes do Raio-X “fechar”, sem qualquer alerta para o que poderia acontecer obrigando-a, por fim, a dirigir-se a um outro hospital, em plena madrugada!!!
 
Cheguei até a pedir o livro de reclamações, percebi que duas ou três pessoas empalideceram com a perspectiva, tal era a firmeza que colocava no tom de voz.
Mas, uma vez mais, fui traída pelo meu sentido materno. Bastou olhar para a minha filha, perceber o seu ar cansado, com a mãozita a segurar o dedo dorido, para deixar de lado toda e qualquer reclamação, focando-me apenas na dor que ela tinha e em como aliviá-la o mais depressa possível.
 
A espera ainda se prolongou por mais meia-hora porque o médico de Valongo insistiu que se levasse uma carta dirigida à especialidade tudo seria mais rápido quando lá chegasse.
 
No Hospital S. João nem olharam para a tal da carta! Contudo, foi tudo muito rápido e eficiente. A especialidade de Ortopedia deu claramente prioridade às crianças e, em menos de 45 minutos estávamos fora do hospital, com Raio-X incluído, e um diagnóstico favorável – não havia lesões graves. Por volta das três e meia da manhã, estávamos em casa.
 
Cinco horas! É este o tempo que o nosso Sistema de Saúde demora a fazer um Raio-X a um dedo de uma criança e a apresentar um diagnóstico!
 
 
publicado por delacroix às 01:21
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Pausa para café

⇔ Tem sido uma pausa para café muito prolongada...

 

⇔ Na verdade sou uma cafeínomana!

 

► Não funciono, de dia, sem uns quantos cafés e não funciono, à noite, por causa dos tantos cafés sem os quais não pude passar, de dia - paranóia, hein?!

 

 

Conclusão: EU NUNCA FUNCIONO!

 

Ah! Mas sou uma artista: possuo a arte de enganar que funciono e, faço-o tão bem que eu própria, por vezes, penso que o faço! E pior: penso que o faço bem! É a cereja em cima do bolo desta paranóia.

 

Advertência: Não tentem fazer isto em casa. São litros e litros de café, durante anos a fio!

 

 

publicado por delacroix às 00:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Mano

- Vou ter um mano!

- Jura?! Parabéns,pá.

- É um rapaz. Vai chamar-se Herrare.

- Sério?! Um pouco estranho, não achas?

- Não. A minha mãe sempre diz que "herrare" é o mano!

 

 

publicado por delacroix às 01:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008

Cuidado, Fumadores!

Já correm as estatísticas de quanto tempo perde um trabalhador para “matar o vício” num dia de expediente!
 
Não tarda muito a aparecer o somatório por semana e por mês que, para uma entidade patronal virada para números (em detrimento do bem estar da classe trabalhadora), poderá rapidamente apresentar-se como motivo de redução de benefícios.
 
E até aposto que não fica por aqui. Logo, logo vão aparecer os pedidos de informação “fumador ou não-fumador?” nos Curriculum Vitae ou, quando nestes for omissa, a pergunta é feita na entrevista para esta ou aquela função. Caso tal aberração aconteça, prevejo muita mentira para se conseguir um emprego, muito empregado com nervoso miudinho (porque mentiu e agora não pode fumar), muito WC a cheirar a tabaco (e depois não foi ninguém!).
 
Enfim, parece que foi encontrado um oitavo pecado mortal!
Quem sabe no dia 08/08/2008 se possa fazer uma cerimónia como a da eleição das 7 maravilhas, mas com pecados!... (oito, claro)
publicado por delacroix às 01:10
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

Propaganda para fortes de estômago

Será que mais alguém reparou num repugnante anúncio televisivo a uma pasta dentífrica, cujo nome nenhuma pessoa normal consegue decorar, que começa pelo cuspir de um pedaço de sangue, logo a seguir vem o dente para dentro do lavatório e termina, sugestivamente e depois de nos ter deixado com o estômago ás voltas, aconselhando: “não deixe que isso aconteça aos seus dentes”?!
 
A cada vez que tenho o azar de ver a "inspiradora" publicidade questiono-me sempre: será que isto vende?!
É capaz, é! Este mundo é louco o bastante, pode acontecer!
 
A minha atenção eles conseguiram prender mas, daí até eu conseguir comprar uma pasta de dentes que me induz ao vómito só de pensar, vai uma grande distância!
 
Eu tenho cá para mim que os “criativos” deste anúncio trabalham mesmo é para a propaganda médica direccionada a problemas digestivos e têm comissão nos kompensans, rennies, alka-seltzers, etc
publicado por delacroix às 00:30
link do post | comentar | favorito
|

Ora então, venha daí esse 2008!

Que tudo o que foi pequeno e bom em 2007, seja grande e melhor em 2008!

publicado por delacroix às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

Clandestinos – até nisso é preciso sorte!

De rosto tapado por folhas brancas de papel e com gestos de vitória.”(…)
- “Gestos de Vitória”?!!! Qual vitória? Nem no país de destino acertaram!
 

Por ordem do tribunal de menores, a jovem de 15 anos (…) foi entregue a uma instituição de solidariedade social, também no Porto, para que possa contactar com os compatriotas.”(…)
- Hellooo! Ela fugiu de lá!
Se fosse eu, marcava um número de chamada acrescentada (tipo: “me ligue vai”) e desligava passados uns largos minutos de conversa na língua nativa e dizia: - OK, tá tudo certo eles vêm buscar-me.

Quando foram detidos, alguns dos imigrantes contaram que tinham partido de Marrocos há quatro dias e pretendiam ir para Espanha à procura de melhores condições de vida.”(…)

A jovem de 15 anos, (…) deixou escapar que de Marrocos saíram "duas embarcações, que foram separadas por uma tempestade". (…)
- Um azar nunca vem só!
 
http://jn.sapo.pt/2007/12/19/sociedade_e_vida/clandestinos_pagaram_mil_euros_para_.html
publicado por delacroix às 01:21
link do post | comentar | favorito
|

Atitudes

Quantas vezes já caímos?
E quantas vezes já nos levantamos a seguir?!
Cair é fácil, todos caem.
A verdadeira sapiência está no “depois” da queda: deixar-se caído ou erguer-se?!
Deixar-se caído, é fácil, todos o conseguem.
Erguer-se requer outro estofo, requer muitas vezes uma força quase transcendental, que não se sabe muito bem de onde vem mas que, com quase toda a certeza, vem do mais íntimo de nós, impulsionando-nos a seguir em frente.
 
“Quem fica no vale jamais atingirá o topo da colina”
 Fuller , Thomas   
publicado por delacroix às 00:07
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2007

Coisas comuns...

Fazer o caminho.jpg

Quando se consegue fazer as coisas comuns da vida de uma maneira fora do comum, dispõe-se da atenção do mundo!

publicado por delacroix às 01:51
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2007

"Kick-out" na Blogosfera

E eis que Delacroix arranjou um cantinho!

 

publicado por delacroix às 01:28
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Quanto tempo leva a fazer...

. Pausa para café

. Mano

. Cuidado, Fumadores!

. Propaganda para fortes de...

. Ora então, venha daí esse...

. Clandestinos – até nisso ...

. Atitudes

. Coisas comuns...

. "Kick-out" na Blogosfera

.arquivos

. Julho 2008

. Abril 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

.Nº Visitas

Free Hit Counter
Free Counter

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds